ACCOUNTABILITY COMO FERRAMENTA DE DESENVOLVIMENTO, CIDADANIA E CONTROLE SOCIAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32435/envsmoke.20203395

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Accountability, Transparência, Controle Social

Resumo

A obrigatoriedade de transparência nos atos da administração pública relaciona-se ao conceito de accountability, palavra de origem inglesa e sem tradução para o português, mas que hodiernamente tem sido associada à obrigação dos administradores públicos, enquanto gestores da coisa pública, em prestarem contas de suas ações e de por elas se responsabilizarem, perante a sociedade. A relação entre accountability, transparência e desenvolvimento territorial é importante, pois permeia a responsabilidade dos agentes públicos na correta aplicação de recursos públicos em ações que se traduzam em efetividade e responsabilidade social. Por outro lado, tem-se uma sociedade mais atuante e crítica que observa, analisa e exige não só a aplicação efetiva dos recursos públicos, como também a transparência dos atos da administração pública. Desenvolvimento territorial passa, indubitavelmente, pelos dois enfoques: aplicação dos recursos públicos e transparência dos atos e consequente diminuição da pobreza, melhoria na qualidade da vida da população abrangida pelos programas/ações, acesso aos programas sociais, às políticas de trabalho e renda, dentre outros. Nesse sentido, a presente pesquisa classifica-se, metodologicamente, em exploratória e descritiva e, quanto aos objetivos, em bibliográfica e documental. Propõe o levantamento e análise do nível de transparência dos atos públicos, relacionados à área de promoção social, trabalho e renda, disponíveis nos Portais de Transparência dos municípios que compõe a Associação dos Municípios do Centro Sul do Paraná (AMCESPAR). A amostra é composta pelos dez municípios que compõe a AMCESPAR. Foram coletados dados relativos aos anos de 2014 a 2019. Os dados coletados apontam para o fato de que houve evolução significativa na transparência e divulgação dos atos públicos. No entanto, foram detectadas falhas e/ou falta de transparência nos portais analisados indicando que há um longo caminho a ser desenvolvido quando o assunto é accountability. As informações não são apresentadas de forma detalhada, a linguagem é técnica, a forma disponibilização é confusa e diferente em cada portal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Telma Regina Stroparo, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Irati, Paraná

Mestre em Desenvolvimento Regional. Doutorado em andamento no programa de Pós-graduação em Geografia da UEPG. Professora Efetiva da Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO. Desenvolve pesquisas nas áreas de Custos no agronegócio, Certificações de Produtos Agroecológicos, Economia Social, Agricultura Familiar, Agroecologia, Territorialidades e Práticas Socioculturais

Marina Stroparo, Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), Irati, Paraná

Graduada no curso de Ciências Contábeis na Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), campus Irati. Participou do Projeto Bom Negócio Paraná como graduanda; Consultora do curso de Empreendedorismo, vinculado ao Bom Negócio Paraná, com os módulos de Gestão de Negócios, Gestão de Pessoas, Gestão Comercial, Gestão Estratégica e Gestão Financeira. Tutora de Polo em Universidade Cesumar (UniCesumar)

Downloads

Publicado

28/12/2020

Como Citar

Stroparo, T. R., & Stroparo, M. (2020). ACCOUNTABILITY COMO FERRAMENTA DE DESENVOLVIMENTO, CIDADANIA E CONTROLE SOCIAL. ENVIRONMENTAL SMOKE, 3(3), 95. https://doi.org/10.32435/envsmoke.20203395

Edição

Seção

Resumos