PREVALÊNCIA DE TUBERCULOSE EM BOVINOS EM UM MUNICÍPIO DO NORDESTE DO BRASIL

Authors

DOI:

https://doi.org/10.32435/envsmoke.20192309-16

Keywords:

Mycobacterium bovis, Zoonose, Prevalência.

Abstract

A tuberculose bovina é uma enfermidade causada por Mycobacterium bovis, possuindo grande importância para saúde pública devido ao seu alto poder zoonótico, sendo responsável por causar enormes prejuízos aos pecuaristas ocasionando diminuição na produção de leite, morte de animais, diminuição no peso, descarte precoce e condenações de carcaças ao abate. Objetivou-se relatar a prevalência de tuberculose em bovinos no município de Major Izidoro(estado de Alagoas, Nordeste do Brasil), uma das principais cidades da bacia leiteira de Alagoana, entre agosto de 2015 e junho de 2016. Foram submetidos ao teste alérgico-cutâneo com tuberculina bovina 183 bovinos de ambos os sexos e variadas idades, divididos em nove propriedades do município, utilizando-se teste cervical simplespara identificar animais positivos e negativos no rebanho. Na leitura dos testes foram constatados 7 animais inconclusivos, 176 negativos e nenhum positivo para a enfermidade. Os testes foram feitos seguindo as normas do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal (PNCEBT). Os dados da pesquisa demonstram que as medidas de fiscalização e ações sanitárias profiláticas adotadas nestas fazendas venham surtindo efeito contra a enfermidade, não significando que a tuberculose bovina esteja erradicada no município.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

José Andreey Almeida Teles, Centro Universitário Maurício de Nassau

Graduado em Medicina Veterinária/Universidade Federal de Campina Grande (UFCG); Especialista em Doenças Infectocontagiosas dos Animais Domésticos/UFRPE; Mestre em Biociência Animal/UFRPE; Doutor em Ciências Veterinária/UFRPE;Coordenador e Docente do Curso de Medicina Veterinária/Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), João Pessoa, Paraíba, Brasil.

Gil Dutra Furtado, Cooperativa de Serviços Técnicos do Agronegócio

Graduando em Medicina Veterinária/Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU); Engenheiro Agrônomo/Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Doutor em Psicobiologia/Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); Agrônomo-Sócio da Cooperativa de Agronegócio (COOPAGRO), Natal, Rio Grande do Norte, Brasil

References

ABRAHÃO, R.M.C.M. Tuberculose humana causada pelo My cobacterium bovis: considerações gerais e a importância dos reservatórios animais. 328 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, 1998.

ALMEIDA, R.F.C. Diagnóstico da brucelose e tuberculose bovina. 30 f.Monografia de Graduação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, 2001.

BELCHIOR, A.P.C. Prevalência, distribuição regional e fatores de risco da tuberculose bovina em Minas Gerais. 55 f.Dissertação de Mestrado em Medicina Veterinária, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2000.

BRASIL. Manual técnico do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose PNCEBT. Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento,2003. 130p.

BRASIL. Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal (PNCEBT).Manual Técnico. Organizadores: Vera Cecilia Ferreira de Figueiredo, José Ricardo Lôbo, Vitor Salvador Picão Gonçalves. Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2006.188 p.

CORNER, L.A. Post mortem diagnosis of Mycobacteriumbovisinfection in cattle. VeterinaryMicrobiology, v. 40, n. 1, p. 53-63, 1994.

FURLANETTO, L.V. Vigilância da tuberculose bovina em abatedouros no estado de Mato Grosso, Brasil. 122f. Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos) – Instituto de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.2011.

HIRSH, D.C.; ZEE, Y.C. Microbiologia Veterinária. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999. 446p.

KANTOR, I. N.; RITACCO, V. Bovine tuberculosis in Latin America and Caribbean: current status, control and eradication programs. Veterinary Microbiology, v.11, n. 1-2, p.5-14, 1994.

MEDEIROS L.S. Abordagem multidisciplinar no diagnóstico da tuberculose bovina. Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2009. 75p

OLIVEIRA, I.A.S.;MELO, H.P.C.; CÂMARA, A.; DIAS, R.V.C.; SOTO-BLANCO, B.Prevalência de tuberculose no rebanho bovino de Mossoró, Rio Grande do Norte. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, v. 44, n. 6, p. 395-400, 2007.

REBHUN, W.C. Doenças do gado leiteiro. 1 ed. São Paulo: Roca, 2000. 642p.

ROXO, E.M. bovis as zoonose’sagent. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas/Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences,v.18, n.1, p.101-108, 1997.

SNIDER, D.E.; RAVIGLIONE, M.; KOCHI, A. Global burden of tuberculosis. In: BLOOM, B. R. Tuberculosis: Pathogenesis, protection and control. Washington:American Society for Microbiology, p. 3-11, 1994.

THOEN, C.O.; STEELE, J.H. Mycobacterium bovisinfection in animals and human. Ames: Iowa State University Press, 1995.355 p.

Published

31/10/2019

How to Cite

Teles, J. A. A., & Furtado, G. D. (2019). PREVALÊNCIA DE TUBERCULOSE EM BOVINOS EM UM MUNICÍPIO DO NORDESTE DO BRASIL. ENVIRONMENTAL SMOKE, 2(3), 09–16. https://doi.org/10.32435/envsmoke.20192309-16

Issue

Section

Artigos Completos

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.

Most read articles by the same author(s)

> >>