TRAUMA CRANIOENCEFÁLICO: RELATO DE CASO

Authors

DOI:

https://doi.org/10.32435/envsmoke.202031028-039

Keywords:

Felino, Lesão física, Traumatismo cranioencefálico

Abstract

O traumatismo crânio-encefálico (TCE) é uma agressão feita ao cérebro, de caráter físico, compreendida por uma força externa, ou por uma aceleração ou desaceleração de alta intensidade do cérebro dentro do crânio, que pode produzir lesão anatômica ou comprometimento funcional no folículo piloso, crânio ou meninges, tanto na medicina humana quanto na veterinária é uma importante causa de morbidade e mortalidade. As lesões encefálicas no TCE podem ser classificadas em difusas e focais. O manejo de pacientes com TCE se baseia na estabilização rápida, diagnóstico e controle das lesões secundárias. A recuperação do animal depende em geral da gravidade da lesão, da qualidade e rapidez na instituição do tratamento. Compreender os mecanismos fisiopatológicos da lesão cerebral no traumatismo cranioencefálico é fundamental para o estabelecimento de medidas terapêuticas clínicas e cirúrgicas. Este relato aborda o acompanhamento clínico feito entre os dias 09 e 18 de junho de 2018. O felino denominado Belchior, macho, sem raça definida, de pelagem mesclada, com idade aproximada de 1,2 anos, castrado, convivia com outro felino, residia em casa, porém regularmente transitava por residências adjacentes. Foi atendido em uma clínica veterinária particular, apresentando-se totalmente alheio a estímulos externos e ambientais, em nível de consciência de estupor, com escoriações superficiais nas regiões oral (comissura labial direita) e infra orbital (direita). Foi coletado material para exames laboratoriais e, após a reunião das informações obtidas e observações do animal, houve suspeita clínica de TCE. Ao final do acompanhamento, entre variações no quadro clínico, o animal foi a óbito no dia 18/06/2018 aproximadamente às 03:00h da manhã.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Milane Sales Souza, Centro Universitário Maurício de Nassau

Graduando do curso de Medicina Veterinária, Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU), João Pessoa, Paraíba, Brasil

Raoni Tavares Barbosa, Centro Universitário Maurício de Nassau

Graduanda do curso de Medicina Veterinária, Centro Universitário CESMAC, Maceió, Alagoas, Brasil 

Felipe Eduardo da Silva Sobral, Centro Universitário Maurício de Nassau

Médico Veterinário, Professor UNINASSAU, João Pessoa, Paraíba, Brasil

References

ADAMO, P. F.; CRAWFORD, J. T.; STEPIEN, R. L. Subdural hematoma of the brainstem in a dog: magnetic resonance findigns and treatment. Journal of the Am. Hosp. Assoc. 41: 400-405, 2005.

ALMEIDA, T. L. T.; FALKENBURG, L.; NASCIMENTO, R. Z. R.; REIS, C. A.; SALES, V. C.; PEDROSO, T. D. et al. Traumatismo crânioencefálico: reabilitação. Acta Fisiatri.;19(2): 130-7, 2012.

ANDRADE, A. F.; PAIVA, W. S.; AMORIM, R. L.; FIGUEREDO, E. G.; RUSAFA NETO, E.; TEIXEIRA, M. J. The pathophysiological mechanisms following traumatic brain injury. Rev. Assoc. Med. Bras.; 55(1):75-81, 2009.

BRANCO, S. E. M. T.; TORRES, B. M. J.; MARTINS, B. C.; CARNEIRO, R. A. Trauma crânio- encefálico em pequenos animais – considerações terapêuticas. Cadernos Técnicos de Veterinária e Zootecnia; v. 69, n.97, p 50-61, 2013.

BONELLI, M. A.; ALMEIDA, T. L. A. C.; ROCHA, A. N. S.; CAMPOS, E. M.; ARAÚJO, B. M.; CAMARGO, N. L. et al. Trauma cranioencefálico em felino com sequela neurológica: relato de caso. Eventos de Medicina Veterinária Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2009.

CULLEN, J. M. Fígado, sistema biliar e pâncreas exócrino. In: MCGAVIN, D. M.; ZACHARY, J. F. Bases da Patologia Veterinária. Rio de Janeiro: Elsevier, cap. 8, p. 393-462, 2015.

DEBORANCH, C. Y.; HOPPER, K. Small animal critical care medicine. Elsevier, 2009.

DEWEY, W. C. Tratamento traumatismo craniano. In: Dewey, W. C. Neurologia de cães e gatos – Guia Prático. São Paulo, p. 101-109, 2006.

FIGHERA, R. A.; SILVA, M. C.; SOUZA, T. M.; BRUM, J. S.; KOMMERES, G. D.; GRAÇA, D. L. et al. Aspectos patológicos de 155 casos fatais de cães atropelados por veículos automotivos. Ciência Rural. v. 38, n.5, p. 1375-1380, 2008.

GOMES, P. M. B. Traumatismo craniano – craniectomia descompressiva. FMV – UTL, 2011.

MOLINA, D. & MANUEL, V. Farmacologia veterinaria. Caldas: Editorial: Corporación Universitaria Lasallista, 2016.

RIBEIRO, T. B.; GODOY, R. C. S.; SANTOS, L. M.; BOCARDO, M.; ROCHA, J. R. Hepatopatias em cães: relato de cinco casos clínicos. Ver. Científica Eletrônica de Medicina Veterinária. n. 13, 2009.

RODRIGUES, M. S.; SANTANA, L. S.; SILVA, E. P. G.; GOMES, O. V. Epidemiologia de traumatismo cranioencefálico em um hospital. Rev. Soc. Bras. Clin. Med.; 16 (1): 21-4, 2018.

SANTOS, A. L. Q.; SILVA, J. M. M.; PEREIRA, H. C.; NASCIMENTO, L. R.; MENEZES, L. T.; KAMINISHI, A. P. S. Tratamento de traumatismo craniano em gambá Didelphis albiventris Linaeus, 1758 (Marsupialia, Didelphidae). PUBVET; v.5, n. 17, ed 164, art 1110, 2011.

SIQUEIRA, E. G. M.; RAHAL, S. C.; VASSALO, S. G.; ARAÚJO, F. A. P.; AGOSTINHO, F. S. Trauma Cranioencefálico em pequenos animais. Vet. e Zootec. 20 ed.; p. 112-123, 2013.

SIMÕES, M. G.; AMORIM, R. L. Q. Traumatismo cranioencefálico e modelos prognósticos: revisão de literatura. Jornal Bras. Neurocirurgia; 26(1): 57-67, 2015.

VIANNA, C. G.; ARIAS, M. V. B. Estudo prospectivo de traumatismo cranioencefálico em 32 cães. Rev. Bras. Med. Vet., 35(1): 93-99, 2013.

Published

12/02/2020

How to Cite

Souza, M. S., Barbosa, R. T., Duarte, G. D., dos Santos, M. L. T., Teles, J. A. A., & Sobral, F. E. da S. (2020). TRAUMA CRANIOENCEFÁLICO: RELATO DE CASO. ENVIRONMENTAL SMOKE, 3(1), 028–039. https://doi.org/10.32435/envsmoke.202031028-039

Issue

Section

Artigos Completos

Similar Articles

You may also start an advanced similarity search for this article.

Most read articles by the same author(s)

> >>